Cátia @ 01:00

Sab, 05/06/04

Anywhere.jpg

Serás capaz um dia de esquecer um sonho e uma vida que ficará para trás repleta de sorrisos e lágrimas? Serias capaz de simplesmente pegar na minha mão e caminhares comigo ao mesmo passo, nem à frente nem a trás, simplesmente ao mesmo ritmo? Serias capaz de acreditar que te daria o mundo? Serias capaz de abrir então o teu coração e seguires comigo, algures para onde nenhuma alma nos conhece e nada do que sentimos é errado? Serias capaz de, com um sorriso, receber as minhas lágrimas? Serias capaz de me dar um sorriso eterno?... E algum dia deixarás de ser apenas um sonho?


Parabéns Tuca e Marco pelos seus 26 aninhos!


******
Cátia




Cátia @ 23:53

Qui, 03/06/04

esboco.gif

(imagem do blog "sonhos de verão")
Dois corpos brilham à luz de um sol quente e brilhante. Do lado de lá, um mar imenso e salgado que vai e volta sempre no mesmo ritual, do lado de cá umas dunas enormes formando como que uma parede com o mundo exterior. Na areia macia, eu e tu.
Tocas-me como se o mundo acabasse hoje e enquanto me percorres em beijos macios, soltas palavras inesquecíveis. Enquanto o bater das ondas abafa os nossos sentidos, trocamos promessas de amor que nunca se realizarão mas neste momento tudo faz sentido, até a mais inconcebível ideia. Passam-se segundos, passam-se horas e o sol que nos aquece parece começar a adormecer, em breve a lua virá iluminar o nosso mundo.
Dá-me outro beijo antes de partires, fica comigo num beijo eterno que nos une. Abraça-me e foge comigo para além do céu, onde ninguém nos separa e nenhum sentimento se destrói.

É-nos permitido sonhar até onde o sonho nos leva. Mas o sonho... não tem limites.

******
Cátia



Cátia @ 01:42

Qui, 03/06/04

AsaVoa.jpg

Impressionante como algumas situações do passado voltam vezes sem conta sem que se faça o que quer que seja para isso. Há coisas que realmente não compreendo.... Ora vejamos esta situação: alguém desaparece da net por uns tempos por causa de problemas no pc... deixando os melhores amigos (aqueles que realmente interessam sabem?) com o nº de telemovel... Quando  volta encontra alguém (im desses supostos melhores amigos) com uma birra (porque não se chama outra coisa) enorme porque precisou dele e ele não estava lá.. .Oh cum caraças.. então o telemovel serve para quê? E porque é que temos a mania de esperar que os amigos venham ter connosco em vez de irmos nós ter com eles quando precisamos? É algo que me excede.
A quem está a fazer isso ao meu amigo.. CRESCE e VÊ SE TE CATAS porque de facto só arranjas porcaria e surpresa das surpresas só fazes estas birras quando nós os dois nos começamos a dar melhor de novo... Sinceramente... CRESCE ou então DESAPARECE ...

Para quem me conhece sabe que não costumo ser assim e normalmente sou compreensiva até demais... só que se há coisa que não gosto é de ver bons amigos serem magoados por porcarias e por gente que só é amiga para encher o ego e dizer que conhece uma pessoa "VIP" e que é amiga dela... BAH para ti!

Pedro... há amizades que não valem tanta dedicação... esta parece-me ser uma delas mas és senhor de ti para saberes o que andas a fazer. Eu vou estar aqui... até voltar a sobrar para mim.. porque há terceira já não sobra.. já não estou cá...

******
Cátia




Cátia @ 00:43

Qua, 02/06/04

SometingMissing.jpg

Ehehehe agora vão ter de aturar umas jpgs com coisas de Evanescence! Pois é!!! Essa é do "Missing"... simplesmente linda essa música.

"E se sangrar, sangrei, sabendo que não te importas. E se adormecer apenas para sonhar contigo, e acordar sem ti, não faltará alguma coisa?"

Pois é... Esta música fala simplesmente do facto das pessoas só notarem a falta das outras quando as perdem de vez. E outra questão que me coloco vezes sem conta... Se desaparecer alguém sentirá a minha falta?
Num mundo em que é preferível viver apenas o presente procurando esquecer o passado que normalmente traz tantas mágoas, será que nos lembramos das pessoas quando elas desaperecem das nossas vidas? Aqui há uns dias falava com uma amiga minha sobre algumas pessoas que conviveram connosco... Assustei-me quando me apercebi que já não conseguia ligar nomes a caras... Quando descobri que algumas caras da minha memória estão incógnitas. Assutei-me porque nunca fui de me esquecer das pessoas... E questiono-me se elas também já me esqueceram... Questiono em que serão diferentes as pessoas que hoje convivem comigo dessas que um dia no passado foram parte da minha vida... Provavelmente não serão... provavelmente tornar-me-ei em mais um rosto incógnito.
Não quero ser diferente de ninguém, nem quero ser igual a ninguém... Mas quero marcar o suficiente para que não esqueçam a minha passagem nas vossas vidas... Para que se perguntem o que falta, quando eu desaparecer..


Missing - Evanescence

Please, please forgive me,
But I won't be home again.
Maybe someday you'll have woke up,
And, barely conscious, you'll say to no one:
"Isn't something missing?"

You won't cry for my absence, I know -
You forgot me long ago.
Am I that unimportant...?
Am I so insignificant...?
Isn't something missing?
Isn't someone missing me?

Even though I'd be sacrificed,
You won't try for me, not now.
Though I'd die to know you love me,
I'm all alone.
Isn't someone missing me?

Please, please forgive me,
But I won't be home again.
I know what you do to yourself,
Shudder deep and cry out:
"Isn't something missing?
Isn't someone missing me?"

And if I bleed, I'll bleed,
Knowing you don't care.
And if I sleep just to dream of you
And wake without you there,
Isn't something missing?
Isn't something...


******
Cátia



Cátia @ 00:49

Ter, 01/06/04

EvanescenceAnwers.jpg

 Pois é! E depois de ter dito que não ia ao Rock in Rio e de ter ficado um tanto triste por isso.. eis que apareceu um bilhete quase por magia! Diga-se de passagem que pareceu uma oferta "lá de cima" depois da noite mal passada. Bem, e foi excelente! Pena sermos só duas e não ser o pessoal todo mas foi excelente.
Setther foram interessantes embora só tenha ouvido meia dúzia de músicas (nem tantas ok), mas gostei do som. Xutos "partiram" a casa toda mesmo não sendo eu grande fã das suas músicas, pelo menos das mais recentes! Foi talvez a 3ª vez que os vi e a 1ª que consegui ver o concerto do início ao fim eheh!
Charlie Brown Jr foi mau demais... Foi um bom momento para ir comer qualquer coisa e ir visitar as outras tendas. A notar que a tenda electrónica é muito muito fixe para quem gosta do tipo de música! Curti muito o ambiente!
Chegou então a vez de Evanescence.. como dizer.. ESPECTACULAR! ehehe :oP A pobre da Amy, com uma amigdalite em cima ainda encantou 50 mil visitantes! Pena pena foi ter sido tão pouco tempo! Mas pronto, como era de esperar, My immortal foi o momento especial que fez derramar algumas lágrimas (err...) mas todo o concerto foi mesmo mto bom. E nem sabem a sensação de se olhar para trás e ver-se um mar de gente! Magnífico!!!!
Por último, Foo Fighters... Não vi! ehehehhehe! Vim-me embora por ter exame hoje ... quem é que marca exames para a altura do Rock in Rio e do Euro... ?! Ainda dizem que a vida de universitário é só baldas...
E pronto... ida ao Rock in Rio contada... e passemos a outro tema.

Eis um texto que escrevi algures lá para Março deste ano penso eu:

«Será que te perdes cada vez q pensas em mim c/o eu me perco cada vez que sonho contigo? Será que navegas por mares desconhecidos sempre que me olhas nos olhos c/o eu me afundo em águas revoltas cada vez que o teu olhar não cruza o meu? Será que peres a nooção do tempo quando me vês sorrir tal como eu vôo pelos céus sempre que te vejo com um sorriso cintilante? Será que, por detrás de uma máscara de politicamente correcto não está um desejo que não me revelas sequer a mim própria?
Na realidade de pouco importa, o teu mundo partiu do meu e não o quero de volta. São perguntas infinitas que pretendem esconder um vazio que deixaste dentro de mim mas que não posso revelar a mais ninguém pois nunca seria compreendido. De facto, não posso sequer revelar a mim própria pois apenas a memória do passado já magoa o suficiente para relembrar constantemente que te dei todo o meu mundo para tu usares enquanto satisfazias a tua necessidade de afecto para depois deitares fora como se de nada se tratasse.
Poderia odiar-te e ter razões para isso. Poderia dizer-te tudo e mais alguma coisa mas sei que de nada serviria senão para alimentar uma dor. Um dia perceberás. Um dia crescerás. Um dia acordarás e perceberás que perdeste mais do que estavas à espera, que perdeste o momento mágico.
Apesar de tudo desejo-te o mesmo que desejo para mim... mas desejo-te longe para que, minuto a minuto possa recuperar o meu sonho e juntar os pedacinhos de um coração que partiste deliberadamente.
O sonho quebrou-se, o sol deixou de brilhar, o coração sangrou, tu fugiste e uma lágrima escorreu... E no fim um sorriso cintilante perdurará mostrando ao mundo que o sonho sobrevive... magoado... mas sobrevive!»

Acho que o início e o fim estão bem bonitos :-)

******
Cátia



Junho 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

14
15
17
19

20
22
24
25

29
30


Arquivo
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


Pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO