Cátia @ 02:06

Dom, 25/04/04

Pimboli-amizade.gif

Hoje o dia tinha tudo para correr bem, contudo foi um dia em que me apercebi que o termo amizade é, infelizmente, demasiado banal e as pessoas facilmente se esquecem do seu significado.
Nunca fui uma pessoa possessiva sobre os amigos mas que magoa ver uma pessoa a afastar-se sem razão magoa.. Pior ver uma pessoa afastar-se quando era considerada a melhor amiga.
Talvez devesse passar a noite de hoje, dormir, acalmar e não escrever nada "a quente" pois decerto serei injusta, contudo é neste momento que sinto vontade de explodir e exprimir em palavras escritas aquilo que, para já, acho que não devo revelar através da minha voz.
É normal haver um certo distanciamento entre amigos quando se iniciam relações novas. É normal haver aquela folia, aquele extâse, aquela altura em que a relação está ao rubro e é preciso aproveitar tudo nela. Mas não é normal esquecer-mo-nos dos amigos que aqui estavam antes dessa relação, não é normal falharmos uma vez após outra, não é normal virar as costas e esquecer que, talvez, exista uma outra pessoa que antes nos dizia muito e que possa não estar tão feliz quanto nós.
E talvez esteja a ser injusta, talvez... mas sinceramente penso que não... sinceramente vi hoje fazerem aquilo que antes tinham criticado... vi-me ser posta de lado como não estava à espera... vi porem à minha frente uma pessoa que pouco ou nada conhecem... vi mais uma das minhas ilusões ser quebrada. E talvez apenas disso se tratasse: uma ilusão. E claro está mais uma vez levei na cabeça, levei por não me ter permitido ver como são as pessoas realmente em vez de as ver sempre tão "perfeitas" ou quase isso, no final acabo eu por ser a "culpada" e a que errou. E é nestas alturas que digo "bah" e é nestas alturas que vejo alguém a voltar... alguém que se tinha afastado mas que na realidade, há já uns 7 anos ou assim volta sempre.. e acaba por estar sempre cá quando preciso.. ou pelo menos quando eu mostro que preciso. Daquelas pessoas que sabemos que estão lá, aconteça o que acontecer, estejamos com que estivermos, esteja essa pessoa com quem estiver. E é nesta altura que me apercebo que é das poucas amizades que eu posso realmente considerar verdadeira, com grande possibilidade de durar para "a vida toda".
E é neste misto em que vejo alguém importante ir-se esquecendo dos últimos tempos que passámos juntas e voltar alguém que aos poucos se foi afastando, por esta e aquela razão, sinceramente mais pelo decorrer da vida. É neste misto que me apetece gritar aos teus ouvidos, abrir-te os olhos e fazer-te ver... o que estás a deixar perder!

Sei que o dia amanhã vai ser melhor... apenas a noite hoje foi má...

******
Cátia



Pedro @ 10:28

Dom, 25/04/04

 

Oi linda! =) Sempre que começamos uma relação amorosa, quer queiramos quer não acabamos sempre por nos distanciar dos nossos amigos, e quando digo amigos digo aqueles de verdade. Nunca ou quase nunca nos apercebemos que nos estamos a afastar porque ao encontrarmo-nos num pedestal diferente de todos os outros temos tendência para que o mundo que conhecemos seja esquecido ao nos apaixonarmos por alguém, é como se viajássemos para outro planeta deixando para trás tudo o que conhecíamos, que com o tempo é 'esquecido'... quando digo esquecido quero dizer que passamos a focar toda a nossa atenção na pessoa que que está mesmo ali ao nosso lado, o principal foco da nossa razão de viver e, até sentirmos necessidade de nos lembrar do que deixámos para trás, como que parado no tempo permanece ali à nossa espera. Quase que como uma paragem no tempo, como se voltássemos ao momento em que tínhamos partido e nada tinha mudado. É algo que faz parte da nossa natureza, só que a intensidade desse distanciamento varia conforme as pessoas, daí uns serem sentidos pelos amigos mais distantes que outros. Mas o amor muda uma pessoa e mesmo que a pessoa por quem nos apaixonamos não seja a 'tal' não sabemos, pelo menos até ao momento em que acordamos de um estado onde estamos quase que como hipnotizados pela pessoa, objecto da nossa afeição, e como vemos os nossos melhores amigos como um dado adquirido, sabemos sempre que podemos voltar ao ponto de partida. Claro que nem todos aceitamos estes momentos da mesma forma, sentimo-nos injustiçados pela falta de atenção, de carinho, de todo o tipo de afectividade e por vezes somos quase que esquecidos, e se estivermos a passar por uma fase menos boa, então aí sentimo-nos revoltados com eles por não estarem lá para nós nessas alturas. Podería dizer que os amigos passam por uma fase de ciúmes enquanto que a pessoa envolvida no relacionamento amoroso passa por uma fase onde deixa de ver a realidade, pelo menos ter percepção dela, para viver num sonho acordado. Agora, no final o nosso melhor amigo(a) estará lá sempre, pelo menos falo por experiência, nunca me esqueceram ou eu esqueci-me de lá estar quando a minha melhor amiga precisou de mim! Beijocas ********** Alguma coisas sabes onde me encontrar ;)...

Pedro Sá @ 06:06

Dom, 25/04/04

 

os teus amigos serão aqueles que com relações ou não estarão sempre ao teu lado para te ver feliz..os amigos são aqueles que depois de estares no "fundo" te puxam para cima na espernça de ver a mesma pessoa sempre com um sorriso! os amigos são único com um abraço e uma mão que te agarra na busca de uma incessante felicidade...
os amigos são os meus,os teus os de toda a gente. sao poucos mas sempre com tempo para ti! valor eles tem..valor eles merecem ter!
beijo

Abril 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
21
22
24

26


Arquivo
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


Pesquisar
 
blogs SAPO