Cátia @ 11:46

Qua, 19/05/04

VerPartir.jpg

Passado um pouco o choque do que se passou e já com uma noite de sono bem dormida, vou tentar voltar ao meu astral mais alto... tentar porque me parece difícil mas pronto...

Hoje não vou escrever o mesmo tipo de texto que escrevi a semana passada... acho que ainda não acordei o suficiente para estar inspirada o suficiente e poder escrever daquela forma... às vezes até me surpreendo a mim própria. Portanto, vou falar de algo bem mais banal... as atitudes que tomamos inconscientemente e que influenciam em tanto as decisões dos outros, a forma de estar dos que no rodeiam e a sua opinião sobre nós.

Se há um problema que tenho na net, é que nem sempre me apetece falar... Nem sempre estou bem e me apetece ter uma conversa daquelas... daquelas em que não se diz mto, apenas se conversa. Nos últimos dias, apesar de me ter ligado algumas vezes ao MSN e ao IRC, foram poucas as que realmente falei, ainda menos as que me apetecia falar. As razões são óbvias e adicionadas ao cansaço da pressão em que tenho estado no último ano. Não levo a mal algumas atitudes que vi terem para comigo mas fazerem birras porque não respondo?.. mesmo quando estou away?! É daquelas coisas que me ultrapassam... Away = NÃO ESTOU.... Busy = Não posso ou não quero falar... Enfim... pior é quando algumas dessas pessoas sabiam o que se tinha passado e mesmo assim preferiram fazer birras.

Agora atitudes minhas... daquelas insconscientes... daquelas que pelos vistos andam a fazer estragos sem eu sequer me dar conta... Existe "aí" alguém que pelos vistos fica chateado com algumas atitudes minhas... do género não responder nos 5 segundos seguintes... de não ir ao pvt dele (again.. não vou ao de ninguém)... errrr... apesar de achar que não é nada demais, não o faço conscientemente por isso se te ando a magoar não é propositado. Eu sei que quando gostamos muito de alguém (mesmo que seja só amizade) ficamos tristes com algumas coisas e pequenas atitudes podem ter proporções enormes... mas eu estou longe de ser perfeita e não pretendo sê-lo pelo que vou continuar a agir do mesmo modo. Simplesmente porque não vivo em função de ninguém, pelo menos ainda!


A Fair Judgement (Opeth)

Losing sleep, in too deep
Fading sun, what have I done
Came so close to what I need most
Nothing left here
Cut the ties, uncover disguise
Left behind all intertwined
Lost control, moved out of the role now
Nothing's left here
Leave it be
It was meant for me
Soul sacrifice
Forgot the advice
Lost track of time
In a flurry of smoke
Waiting anxiety
For a fair judgement deserved
Losing sleep, in too deep
Fading sun, what have I done
Came so close to what I need most
Nothing left here




Tenham um bom dia e até logo!

******
Cátia



Pedro @ 18:53

Qua, 19/05/04

 

Oi menina! Espero que nuncas venhas a viver em função de alguém, pelo menos até teres filhos pois aí já tens motivo válidos e justos para afirmares tal coisa. Não ligues aos que os outros dizem quando estão com birras, até porque só te vão magoar ou mexerem com a tua cabeça se neles vires e tiveres amigos por quem sentes algo e por isso dás tal importância... Acima de tudo desejo que saias do casulo onde te encontras de momento e tal como a borboleta na primavera batas as tuas 'asas' e aproveites os dias, nada de pressas, toma o teu tempo pois é o tempo que tudo cura ou adormece todos aqueles momentos que não deviam existir... :) beijinhos *******

Maio 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
14

17

23
26
28

31


Arquivo
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


Pesquisar
 
blogs SAPO