Cátia @ 02:44

Dom, 30/05/04

GifNina.gif

Ando às voltas na cama a tentar compreender o que se passa comigo. Não consigo dormir. Não consigo parar de pensar e no entanto não penso em nada. Não penso em ninguém. Sinto-me encher e explodir de uma forma incompreensível. Sinto-me chegar ao ponto em que tenho de dizer basta pois já puxaram demasiado. Sinto-me chegar ao ponto em que já não tenho nada para dar pois já levaram o meu coração, esgotaram a minha mente e abanadonaram o meu corpo. E no fim não ficou nada pois nada foi dado. Ou talvez muito tenha sido dado... só não foi dado nas mesmas quantidades que levaram e eu acabei por esgotar, por me cansar e pareço não ter forças sequer para ir em frente com o que pretendo e nas coisas que dependem unicamente de mim.
Senti saltar a tampa, senti virarem-me as costas nos momentos em que mais precisei e senti-me permanecer tal e qual uma rocha sem transmitir a desilusão do momento, a desilusão de ver aqueles que me ocuparam a mente e o coração por tantas vezes, estarem demasiado ocupados para darem um pouco deles. Senti-me como pedra fria sem poder quebrar e gritar, sem poder dizer o quanto foram injustos, sem poder mostrar a parte de mim que poucos, muito poucos conhecem.
Com o passar dos minutos sinto-me enfraquecer, sinto-me a aguentar um mundo que não é o meu, sinto-me a mostrar uma pessoa... que simplesmente não sou eu. Uma pessoa forte que perdeu o sentido da vida e especialmente perdeu um dos maiores valores do ser humano: a confiança.
Talvez esteja a ser demasiado dura comigo e com quem me rodeia. Talvez esteja só a precisar de uma mão que me puxe para cima e me tire de um fosso que começa a ser demasiado grande para que não me afunde. Talvez seja apenas cansaço. Talvez seja apenas desilusão. Talvez seja só eu a perder-me mais uma vez, para me reencontrar e descobrir em mim forças que nunca pensei existirem.
O que quer que seja, não me permite dormir. Não me permite pensar. Não me permite esquecer.

******
Cátia




Cátia @ 13:03

Sab, 29/05/04

shadow.jpg


Há pequenas atitudes que as pessoas tomam e que influenciam as nossas vidas, a forma de vermos o mundo e sobretudo a forma como reagimos perante as atitudes dos outros.
Ultimamente tenho visto atitudes que me fazem questionar se realmente estou a dar parte de mim, da minha atenção e do meu tempo a quem merece ou se, por outro lado, me estou a enganar redondamente e a preocupar-me com quem de facto não merece.
Talvez fosse mais fácil se fechasse um pouco as portas e não permitisse que as pessoas entrassem pela minha vida de forma tão fácil. Contudo seria apenas mais uma, mais uma a não dar hipótese num mundo em que já nada é permitido nem mesmo aceite. Estaria então a cometer um erro tremendo e a ir contra as minhas ideias. Todas as pessoas merecem uma chance... algumas mesmo mais que uma.
Mas há atitudes que me são difíceis de tolerar. Uma delas é deixarem praticamente de me falar de um dia para o outro, sem sequer dizerem, "é por isto ou por aquilo". Fico sempre com a sensação que me estão a cobrar algo mas que nem sequer me dão a oportunidade de "pagar" isso...
Outra atitude que me é difícil de aceitar é os ciúmes de amigos. De amigos por amigos. É o minar constante de amizades para que possam ser apenas delas. Pegunto-me como é que alguém consegue fazer isto. Pergunto-me como alguém se pode sentir bem tentando por 2, 3, 4 vezes minar uma amizade que é especial por ser apenas isso mesmo: uma amizade. Ás vezes tenho a sensação que as pessoas não se apercebem do que fazem... mas pior é quando sei que se apercebem e fazem-no por simples ciúmes, pela teoria do "eu quero o que tu tens e tu não podes ter". Baaaaaah!

De facto há atitudes que me tiram do sério, e levam consigo uma partezinha de mim, especialmente pela desilusão que trazem. É que, no fundo, são pequenas atitudes mas são atitudes que marcam e nos deixam de pé atrás.

Por isso... antes de terem determinadas atitudes que pretendem manter, pensem bem no que estão a fazer e pensem se, com isso, não estão a prejudicar terceiros, e talvez terceiros que mantêm carinho por vocês, ou então se pura e simplesmente não estão a magoar outra pessoa só porque vos deu um "click" na cabeça que vos faz alterar por completo o comportamento para depois dizerem que não é nada... Algo é, senão o comportamento serial igual.

Desculpem-me este desabafo mas penso que daqui todos podemos tirar uma lição: tudo o que fazemos influencia a vida dos outros.. e tudo o que fazemos directamente aos nossos amigos influencia ainda mais. Não se deve tomar atitudes injustificadas pondo em risco toda uma amizade que, por mais tempo que tenha, é sempre demasiado frágil.

******
Cátia




Cátia @ 00:48

Qui, 27/05/04

nm_frase15.gif

Eheheh já sei que me vão bater por causa desse gif e dessa frase... mas olhem que é bem verdade!
A mulher tem sempre dúvidas, mesmo quando tudo corre às mil maravilhas, tendemos a questionar-nos constantemente se é realmente isto que queremos para a vida, se é este o passo que queremos dar, se esta é a pessoa que queremos ao nosso lado, se gostamos realmente dela e ela de nós, etc etc etc. Contudo, no meio de todas essas incertezas ainda conseguimos ser normalmente mais certas que a grande maioria dos homens, que hoje querem isto e amanhã aquilo, que hoje têm uma relação perfeita mas amanhã encontram a vizinha do lado que é toda jeitosa e deitam tudo a perder para poderem ter uma curte ou outra com ela.
É realmente caso para dizer que a dúvida de uma mulher vale muito mais que a certeza de um homem... porque pelo menos não nos metemos em nada sem termos a mínima certeza de que, pelo menos naquele momento, é isso que queremos e que achamos correcto.
Perdoem-me os homens que se encontram fora da generalidade e que levam realmente as suas pretensões e desejos até ao fim "no matter what" mas vendo o mundo que me envolve esta é a minha opinião... neste sentido somos bem mais fortes, temos mil e uma dúvidas mas todas elas são mais fortes que uma só certeza do homem... é que as vossas certezas mudam de minuto para minuto!

******
Cátia




Cátia @ 23:54

Ter, 25/05/04

TempoEterno.jpg

E para os que sonham o tempo corre como raios de sol no céu... inesgotáveis!

Já notaram que quando estamos apaixonados o tempo corre rápido rápido e parece ser sempre pouco? E o mesmo acontece sempre que estamos a fazer algo que gostamos? 
O tempo voa por completo! Pelo contrário quando algo nos entristece, o tempo caminha lentamente e todos os minutos parecem durar horas!
É estranho até que ponto permitimos que um estado de espírito altere a nossa vida ao ponto de alterar algo que é certo... o contar dos segundos num relógio...

******
Cátia




Cátia @ 20:38

Seg, 24/05/04

Courage.jpg



Sabes o significado do meu sorriso? Sabes o valor do meu olhar? Sabes a forma como és capaz de tocar o meu coração e fazer-me flutuar? Sabes o quanto é difícil encontrar alguém que realmente mereça?
Sabes o porquê do teu sorriso? Sabes justificar o teu olhar? Sabes dar o valor que o mundo à tua volta merece? Ou preferes, como muitos outros, cair na igualidade inumana em que tem mais sentido abrir mão do sonho apenas para não ser considerado diferente e sonhador? Ou preferes ser uma homem gélido que prefere a crueldade do mundo a acreditar que podes fazer diferença e dar de ti para melhorar um mundo que se vai desfazendo aos poucos?
Será que ainda lutas pelos teus ideiais ou deixaste-te levar pelos que te rodeiam e que te fecharam as portas para que não pudesses ir mais além e afastares-te ao procurares uma alma que pudesse percorrer o mesmo caminho que tu?
Será que se te estender a mão serás a mesma pessoa que conheci ou preferiste tornar-te em alguém desconhecido para poderes satisfazer quem mal conheces?
Será que abriste mão do teu sonho? Será que abriste mão do teu mundo? Será que abriste mão de mim?...

Eu sei que continuo a sonhar e a lutar, sei que continuas a fazer parte do meu mundo mas sobretudo sei que o meu sorriso aqui continuará a tentar aquecer a vida de quem é menos feliz, e sei que o meu olhar continuará a cair sobre ti relembrando a pessoa que foste um dia e que por alguma razão se escondeu... ou fugiu. Sei que, dentro de mim, tenho todos os sonhos do mundo!

******
Cátia




Cátia @ 01:27

Seg, 24/05/04

Courage.jpg

Hoje disseram-me que o meu blog é mto triste :-S errr.. sempre quis fazer com que fosse o contrário apesar de reconhecer que os últimos dias foram complicados, especialmente após a morte do Vitor. Mas aos poucos a vida começa a voltar à normalidade, as obrigações voltam e temos de cumpri-las e não deixar margem a erros.
Eis então que surgem os corajosos que conseguem levar o mundo às costas apesar de todas as dificuldades e aqueles que ficam no canto a chorar porque a vida foi demasiado cruel com eles e não têm forças para reagir ao que quer que seja. Algures pelo meio situo-me eu. Sou capaz de ficar dois ou três dias .. às vezes menos, às vezes mais, a lamentar-me porque algo aconteceu e eu nem merecia (sim... às vezes também mereço) mas quando o pior acontece, costumo sempre reagir... é raro deixar-me ir tão abaixo que alguém tem de me ir buscar lá bem no fundinho.
E eis o que é importante sublinhar: apesar de todos os precalços da vida, de todas as infelicidades que nos assombram e de todos os momentos maus que temos de superar e sobretudo sobreviver, temos uma chance única - a de vivermos! E é preciso ser-se corajoso para viver ao máximo e nunca desistir mesmo quando uma multidão imensa nos tenda puxar para o fundo!
E se, por vezes, escrevo coisas que parecem mais tristes, se por vezes pareço que me dirijo a este ou aquele, lembrem-se que tudo depende da forma como lêem as palavras que vou por aqui digitando. E sobretudo lembrem-se que quando começo a escrever vou navegar para mares mais profundos e que por vezes traduzo sentimentos/ pensamentos/ estados de espírito interiores que nem eu própria me dou conta.

Qto a alguém que se afastou nos últimos tempos, apenas tenho a dizer que não gostei mas as decisões são tuas e sabes bem o que fazes visto que já tens idade para tal. Qto à pessoa que disse que deixou de ler o meu blog... espero que reconsideres ;) nem que seja pelo carinho que te tenho!

Boa semana para todos!

******
Cátia




Cátia @ 00:55

Sab, 22/05/04

Amoseusdefeitos.jpg 

Nalgumas noites sonho contigo, lembro-me de ti e com saudades quero-te perto de mim. São noites como esta que me apercebo do que abri mão. São noites como esta que me fazem pensar se não deveria ter lutado um pouquinho mais... Se não deveria ter dado um pedacinho mais de mim. Mas são também noites como esta que me fazem mais forte. Não te tenho do meu lado. Não te voltarei a ter do meu lado. Não te quero do meu lado.

Há momentos em que te sinto perto.. perto demais, noutros longe sem perceber a razão. Mas no fundo nunca te cheguei a perceber, por muito que tentasse, tal como nunca chegaste a perceber-me. Talvez com a diferença de que nunca fizeste o esforço sequer para me ver, quanto mais para me perceber. E talvez esta fosse uma razão para me deixar de rastos esta noite. Talvez esta fosse uma razão para olhar para trás e chorar de desgosto. Talvez esta fosse a minha razão para não andar para a frente. Esta é a minha razão para levantar a cabeça, ter orgulho em mim e ver o mundo que me rodeia. Esta é a razão para me sentir eu, para me sentir feliz.

É então num misto de alegria e tristeza que me encontro. Apesar de sentir a tua falta em alguns momentos sei mais que tudo que só me faz bem não estar contigo, pelo menos dessa forma... partilhando tudo o que tenho.

Quero abrir a porta mas a porta está trancada
Quero saltar a janela mas a janela não existe
Quero pegar numa estrela mas ela foge e saltita pelo céu
Quero um sonho.. que me fugiu!


Boa noite e tenham um excelente fim de semana!

******
Cátia




Cátia @ 01:48

Sex, 21/05/04

AmorMora1noOutro.jpg 

Desculpem mas o meu cérebro já desligou... Fica aí essa imagem linda made by me (o desenho não mas a manipulação!)... Tenho por aqui mais umas mas vou pondo aos poucos! Vão deixando algum feedback ok?!

******
Cátia




Cátia @ 01:09

Qui, 20/05/04

AfterAll.jpg

Passo atrás de passo vagueias por uma rua deserta. Depois de um encontro perdido, de um olhar esquecido, de um beijo que nunca chegou a acontecer, descobres o que está dentro de ti, o que quer acontecer... o que irá acontecer.
E dia após dia, depois de te aproximares e afastares, acabas sempre por voltar aqui, acabas sempre por procurar quem um dia te deu o coração, a mente, o corpo.
Quererá isso dizer que estamos predestinados apesar de todos os desencontros? De todos os momentos perdidos? De todas as palavras que magoaram a ambos? Quererá isso dizer que ainda resta dentro de nós um resquício de amor... paixão... nem sei  bem do quê... Será que existe?
Passo atrás de passo vagueias por uma rua deserta... aos poucos desapareces... Até breve...

******
Cátia



Cátia @ 11:46

Qua, 19/05/04

VerPartir.jpg

Passado um pouco o choque do que se passou e já com uma noite de sono bem dormida, vou tentar voltar ao meu astral mais alto... tentar porque me parece difícil mas pronto...

Hoje não vou escrever o mesmo tipo de texto que escrevi a semana passada... acho que ainda não acordei o suficiente para estar inspirada o suficiente e poder escrever daquela forma... às vezes até me surpreendo a mim própria. Portanto, vou falar de algo bem mais banal... as atitudes que tomamos inconscientemente e que influenciam em tanto as decisões dos outros, a forma de estar dos que no rodeiam e a sua opinião sobre nós.

Se há um problema que tenho na net, é que nem sempre me apetece falar... Nem sempre estou bem e me apetece ter uma conversa daquelas... daquelas em que não se diz mto, apenas se conversa. Nos últimos dias, apesar de me ter ligado algumas vezes ao MSN e ao IRC, foram poucas as que realmente falei, ainda menos as que me apetecia falar. As razões são óbvias e adicionadas ao cansaço da pressão em que tenho estado no último ano. Não levo a mal algumas atitudes que vi terem para comigo mas fazerem birras porque não respondo?.. mesmo quando estou away?! É daquelas coisas que me ultrapassam... Away = NÃO ESTOU.... Busy = Não posso ou não quero falar... Enfim... pior é quando algumas dessas pessoas sabiam o que se tinha passado e mesmo assim preferiram fazer birras.

Agora atitudes minhas... daquelas insconscientes... daquelas que pelos vistos andam a fazer estragos sem eu sequer me dar conta... Existe "aí" alguém que pelos vistos fica chateado com algumas atitudes minhas... do género não responder nos 5 segundos seguintes... de não ir ao pvt dele (again.. não vou ao de ninguém)... errrr... apesar de achar que não é nada demais, não o faço conscientemente por isso se te ando a magoar não é propositado. Eu sei que quando gostamos muito de alguém (mesmo que seja só amizade) ficamos tristes com algumas coisas e pequenas atitudes podem ter proporções enormes... mas eu estou longe de ser perfeita e não pretendo sê-lo pelo que vou continuar a agir do mesmo modo. Simplesmente porque não vivo em função de ninguém, pelo menos ainda!


A Fair Judgement (Opeth)

Losing sleep, in too deep
Fading sun, what have I done
Came so close to what I need most
Nothing left here
Cut the ties, uncover disguise
Left behind all intertwined
Lost control, moved out of the role now
Nothing's left here
Leave it be
It was meant for me
Soul sacrifice
Forgot the advice
Lost track of time
In a flurry of smoke
Waiting anxiety
For a fair judgement deserved
Losing sleep, in too deep
Fading sun, what have I done
Came so close to what I need most
Nothing left here




Tenham um bom dia e até logo!

******
Cátia



Maio 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
14

17

23
26
28

31


Arquivo
2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


Pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO